domingo, 30 de outubro de 2011


OPORTUNIDADES

Programa garante direito à educação a crianças e jovens hospitalizados

ALEXANDRA CAVALCANTE

Da Redação

Quando começou o tratamento para insuficiência renal, Cássia Brito, 20 anos, pensou que não voltaria mais a estudar na turma de primeiro ano do ensino médio. Na época, passava cerca de quatro horas por dia em uma máquina de hemodiálise, no Hospital Ophir Loyola, três vezes por semana. Essa rotina se seguiu por três anos, intercalada por internações, mas ela não precisou abandonar o sonho de ser biomédica. Com o apoio do Prosseguir, que leva professores para os hospitais, estudou e conquistou a vaga em Biomedicina de uma faculdade particular de Belém. "Só consegui por conta o projeto. Os professores sempre foram muito atenciosos", diz ela, recém-transplantada.
Assim como ocorreu com Cássia, há oito anos, o programa Classe Hospitalar, mais conhecido como Programa Prosseguir, parceria entre as secretarias de Educação (Seduc) e de Saúde (Sespa), já beneficiou cerca de 10 mil alunos/pacientes desde 2003. Este ano, 1.800 crianças e jovens são atendidos em sete hospitais da capital, por 43 pedagogos e professores.
O conteúdo programático do projeto é sincronizado com a escola de origem do aluno/paciente, que tem estrutura garantida para não perder o ano letivo. "No caso dos pacientes do interior, pedimos à escola que nos envie provas e trabalhos para que o aluno possa fazê-los aqui", explica a coordenadora das Classes Hospitalares, Denise Mota.

Fonte: O Liberal

sexta-feira, 28 de outubro de 2011

BACURI II - MOSTRA DE CINEMA INFANTIL NA CLASSE HOSPITALAR DO HOL

Na tarde de ontem, dia 27/10,  as crianças da classe hospitalar do Hospital Ophir Loyola participaram da Bacuri II - Mostra de Cinema Infantil, idealizada pela produtora Paula Macedo, que esteve com sua equipe realizando parte de seu projeto voltado para as crianças que estão internadas no HOL como significado social do seu trabalho.
No primeiro momento da programação no hospital, as crianças participaram de uma oficina de desenho animado na qual elas puderam aprender como trabalhar com o lado ilusionista do cinema a partir  da confecção de desenhos no papel.
Em seguida, dirigiram-se para a brinquedoteca onde foram assistir a mostra de alguns filmes como Teatro de Marianne, A onda - Festa na Pororoca, O Menino Urubu entre outros.
A tarde foi animadíssima, a Mostra de Cinema Infantil proporcionou às crianças momentos de laser e aprendizagem.

FOTOS:


quarta-feira, 26 de outubro de 2011


GOVERNO DO ESTADO DO PARÁ
SECRETARIA DE ESTADO DE SAÚDE PÚBLICA
SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO
DIRETORIA DE EDUCAÇÃO PARA DIVERSIDADE, INCLUSÃO E CIDADANIA
COORDENADORIA DE EDUCAÇÃO ESPECIAL
HOSPITAL UNIVERSITÁRIO JOÃO DE BARROS BARRETO
                   E. E. DE ENS. FUND. E MÉDIO BARÃO DO RIO BRANCO - ANEXO I

Classe Hospitalar - HUJBB



1-        APRESENTAÇÃO
Os II Jogos Estudantins da Classe Hospitalar do Hospital Universitário João de Barros Barreto – HUJBB, promovidos pelo corpo técnico da escola e com o apoio da equipe multidisciplinar da Pediatria, procura incentivar os alunos em seu processo de recuperação  e inclusão, evidenciando a importância  do lúdico e dos esportes na educação e saúde. Fundamenta-se nos Princípios que dão relevância ao Esporte Escolar, a saber: PARTICIPAÇÃO, COOPERAÇÃO, EMANCIPAÇÃO E INCLUSÃO. Estes deverão ser norteadores da construção e realização dessa ação, que é, antes de tudo, pedagógica.

2-        OBJETIVO
         Oportunizar a participação e integração de crianças internadas no HUJBB, atendidas pela classe hospitalar, bem como seus acompanhantes e a equipe técnica da Pediatria, em uma vivência fomentadora de valores como: coeducação, regionalismo, respeito mútuo, cooperação, interação e inclusão.

            3-        ETAPAS
       Os Jogos Estudantins da Classe Hospitalar - HUJBB serão realizados nos dias 31 de outubro e 01 de novembro de 2011, em 3 (três) etapas:

·         Etapa 1 - Abertura – ocorrerá no dia 31/10, às 10:00, no auditório do Centro de Estudos do HUJBB. 
      Etapa 2 – Jogos na Pediatria/ Sala de aula – ocorrem nos dias 31/10 e 01/11, envolvendo as crianças hospitalizadas, seus acompanhantes e a equipe técnica. 
    Etapa 3 - Premiação – ocorrerá no dia 01/11, na Pediatria, às 11:00, com a participação das crianças hospitalizadas, seus acompanhantes e a equipe técnica.

           4-        CATEGORIAS
      ·         Categoria A – 3 a 6 anos.
·         Categoria B – 7 a 12 anos.
·         Categoria C – Adultos (acompanhantes e equipe técnica).

          5-        MODALIDADES
    Algumas modalidades serão adaptadas em suas regras para melhor atender às especificidades das crianças hospitalizadas e seus acompanhantes, bem como ao ambiente hospitalar, quais sejam:
·         Jogo da Memória.
·         Quebra-cabeça.
      ·         Jogos no netbook.
·         Futebol.
·         Boliche.
·         Reconhecimento de objetos com olhos vendados.
·         Atletismo (corrida do ovo – para acompanhantes e técnicos).
·         Dança da bolinha (para acompanhantes e suas crianças).

            6-        REALIZAÇÃO
       O evento acontecerá nos dias 31de outubro e 01 de novembro de 2011, no HUJBB (pediatria e sala de aula), envolvendo aproximadamente 50 participantes.      

            7-        PREMIAÇÃO
      Os alunos e acompanhantes que participarem das atividades receberão prêmios e medalhas de honra ao mérito.

            8-        PARCEIROS
            Equipe multidisciplinar atuante na Pediatria do HUJBB.
          



CLASSE HOSPITALAR E A PRÁTICA DE PROJETOS
O presente trabalho será apresentado no X Congresso Nacional de Educação - EDUCERE, que ocorrerá na PUCPR nos dias 07 a 10 de Novembro do ano corrente.
A partir dessa iniciativa a classe hospitalar do estado do Pará ganha novas dimensões participando de congressos e seminários, propondo discussões que visam a interação entre metodologia e prática de projetos no ambiente hospitalar. 

 FESTEJANDO A CULTURA POPULAR NA ESCOLA HOSPITALAR
DO HOSPITAL METROPOLITANO DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIA EM BELÉM-PA

SALDANHA, Gilda Maria Maia Martins – UFPA
VILHENA, Eliana Pacheco Vilhena ­­– SEDUC­/PA
MOTA, Denise Correa Soares da – SEDUC­/PA
SOUSA, Debora Regina Melo de – SEDUC­/PA

Eixo Temático: Pedagogia Hospitalar

Resumo

O presente trabalho visa relatar as experiências exitosas da escola hospitalar que funciona no Hospital Metropolitano de Urgência e Emergência-HMUE, em Belém do Pará. Esse hospital é referência na região norte do Brasil para casos de queimaduras de alta e média complexidades e atendimento aos pacientes politraumatizados. As atividades educacionais foram realizadas pela equipe de educadores da Secretaria de Educação em parceria com a equipe de saúde do hospital. Assim, todo o trabalho pedagógico teve como principal objetivo desenvolver os conteúdos das áreas de conhecimentos, a saber: códigos e linguagens; conhecimento lógico-matemático e natural; e conhecimentos de mundo a partir de expressões da cultura popular da região norte. As atividades foram programadas e concretizadas, tendo como ponto de partida as apresentações em vídeo do Projeto Catalendas. Esse Projeto apresenta episódios de uma série de filmes produzidos pela TV Cultura do Pará em parceria com a Cia. In Bust sobre narrativas dos povos da Amazônia. Também foram realizadas rodas de conversas, oficinas, produção de textos, apresentações musicais, entre outros usando como referências artistas, compositores e escritores da região. Os resultados mostraram que os conteúdos curriculares foram mais bem apreendidos pelas crianças e adolescentes principalmente pelo fato de terem sido relacionados com a suas experiências de vida. Da mesma forma, a realização das atividades de forma coletiva pode ainda proporcionar os seguintes benefícios: troca de experiências mútuas, facilitação do processo de aprendizagem, socialização, contribuição para o crescimento emocional e afetivo dos alunos e principalmente despertou nesses jovens o sentimento de pertencimento e o orgulho do modo de viver do povo amazônico.

terça-feira, 25 de outubro de 2011

CONSTRUINDO HISTÓRIAS EM QUADRINHOS NA CLASSE  HOSPITALAR DO HOSPITAL UNIVERSITÁRIO
JOÃO DE BARROS BARRETO- HUJBB-BELÉM/PA



AUTORA:

BANHOS, Micheline de Oliveira – SEDUC/PA


CO-AUTORAS:
TAVERNARD, Edimeire Pastori de Magalhães – SEDUC/PA

ABE, Marta Santiago – SEDUC/PA
BARBOSA, Miriam Cristina Melo – SEDUC/PA





Resumo 



O presente trabalho dispõe a respeito das atividades pedagógicas desenvolvidas na classe hospitalar, do Hospital Universitário João de Barros Barreto, Belém/Pará. A referida classe atende pacientes internados, provenientes, em sua maioria, do interior do estado, acometidos, em grande parte, de doenças infectocontagiosas. As atividades educacionais foram realizadas pela equipe de educadores da Secretaria de Estado de Educação. O relato representa o trabalho de elaboração de histórias em quadrinhos pelos alunos/pacientes tendo como temática o Dia da Árvore. Para o desenvolvimento das atividades foram realizadas rodas de conversas, oficinas, produção de textos, produção de figuras, manuseio de netbooks, acesso à internet, utilizando-se como referência o local de origem dessas crianças. Os resultados mostraram que o conteúdo trabalhado foi bem assimilado pelas crianças e adolescentes e serviu de estímulo para a criação de outras histórias. Da mesma forma, a realização das atividades de forma coletiva proporcionou um melhor entendimento do conteúdo trabalhado, contribuiu para estreitar os laços de amizade, beneficiou a socialização de vivências, despertou a imaginação das crianças e as incentivou a escrever as histórias em quadrinhos.



Palavras-chave: classe hospitalar, educação, histórias em quadrinhos.



OBJETIVOS

            O objetivo principal do mesmo foi desenvolver os conteúdos curriculares do mês de setembro do ano corrente por meio da criação de histórias em quadrinhos pelos alunos pacientes do Hospital Universitário João de Barros Barreto (HUJBB).

            De maneira específica buscou-se:

- Desenvolver nos alunos internados a habilidade de interpretação de temas.

- Estimular à escrita e o domínio da linguagem.

- Proporcionar a pesquisa na internet sobre o tema exposto e discutido em sala de aula ou no leito.

- Confeccionar histórias em quadrinhos sobre a temática discutida, usando o seu imaginário.

- Expor as histórias em quadrinhos em formato de gibis para toda a classe hospitalar.
AÇÕES DA CLASSE HOSPITALAR DO HOSPITAL METROPOLITANO


 

domingo, 23 de outubro de 2011

UMA AULA-PASSEIO NA IV FEIRA ESTADUAL DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA - CLASSE HOSPITALAR OPHIR LOYOLA










Na última sexta-feira (dia 21/10) os professores Tarcísio, Érika e Micheline levaram alunos da Classe Hospitalar para aprender um pouco de ciência e tecnologia na Feira que estava acontecendo nas dependências da Estação das Docas em Belém. Os alunos Valdenor, Marluce e Felipe ficaram encantados com tantos experimentos e novidades que não se contentaram em apenas ficar olhando e resolveram participar de alguns deles.
A visita à Feira de Ciência e Tecnologia foi muito importante, pois foi possível  conhecer o que o estado do Pará tem feito nesse sentido e foi muito bom verificar que crianças e jovens das universidades e escolas estaduais e também particulares estão produzindo e descobrindo muitas tecnologias que mais tarde poderão ser utilizadas por qualquer um de nós.
Os alunos da classe hospitalar do Hospital Ophir Loyola participaram aprendendo um pouco mais sobre como utilizar técnicas avançadas para identificar os tipos de madeira da nossa região, além de como é possível produzir som usando equipamentos de material reciclavél e como o corpo humano pode produzir eletricidade através de alguns equipamentos.

sábado, 22 de outubro de 2011

PROJETO: III JOGOS INTERNOS DA CLASSE HOSPITALAR DA FUNDAÇÃO SANTA CASA DE MISERICÓRDIA DO PARÁ


Acreditamos que valores como socialização, responsabilidade, cooperação, respeito, liderança, personalidade, persistência e vida saudável podem ser alcançados por meio da prática esportiva, fazendo do esporte um importante elemento humanizador para preparação de jovens e crianças na vida em sociedade. Nesse sentido a Classe Hospitalar desenvolve os Jogos Internos com as crianças em tratamento na FSCMPA a partir de atividades lúdicas e esportivas divididas em categorias de acordo com a faixa etária das crianças, pois se entende que são através de estímulos que a criança terá a possibilidade de desenvolver sua motricidade e, conseqüentemente, habilidades cognitivas, relações sócio-afetivas e melhora no seu quadro clínico.
OBJETIVO GERAL:
Trabalhar a importância do jogo e das atividades esportivas na formação global do individuo, bem como propiciar a criança o conhecimento do próprio corpo que é essencial para sua interação com o meio e no processo de seu tratamento.

No período de 26 e 27/10 serão trabalhados os jogos nas modalidades de mesa, coordenação motora e espacial, com os participantes.

EQUIPE:
Anna de Lourdes Marinho
Antônia Deize Oliveira
Giselle Santana
Silvana Almeida

quarta-feira, 19 de outubro de 2011

Mais uma ação da Classe Hospitalar em parceria com a UFRA - PROJETO NAVEGA FELIZ

Na próxima sexta-feira dia 21 de outubro, a partir das 9:00h terá início a oficina de inclusão digital e criação de histórias em quadrinhos utilizando o software Navega Feliz que um programa de computador que foi criado em parceria por profissionais da Universidade Federal Rural da Amazônia (Ufra) e Santa Casa que tem como objetivos promover a inclusão digital e desenvolver atividades de forma terapêutica possibilitando melhorar a auto estima das pessoas que sofrem com o escalpelamento.
Nesta etapa atual do projeto o software será explorado de forma pedagógica podendo as mulheres escalpeladas desenvolverem histórias em quadrinhos a partir da compreensão do espaço onde vivem e sua inserção como agente de construção e transformação da sociedade onde moram,  serão trabalhados também textos visando o processo de alfabetização,  numa linguagem simples para que elas possam compreender e reproduzir o que entenderam através da criação das histórias em quadrinhos, tudo isso de forma didático-pedagógica.
Para firmar a parceria com a SEDUC através da COEES a professora Micheline Banhos da Classe Hospitalar foi disponibilizada para somar a este projeto as ações pedagógicas que serão desenvolvidas nesta etapa da oficina, para tanto a professora esteve reunida na manhã desta quarta-feira com uma das idealizadoras do projeto a tecnóloga em processamento de dados Larissa Sato, a bolsista Elaine Modesto e também um técnico do infocentro da Santa Casa, onde acontecerá a oficina.
fotos:


sábado, 15 de outubro de 2011

UM GRANDE MESTRE...

Era uma vez um homem
de incalculável valor
que foi lixeiro e carpinteiro
e foi um grande agricultor
farmacêutico, secretário
e famoso jogador
foi jardineiro e poeta
e até compositor
advogado e juiz
prestigiado doutor
foi prefeito, presidente
foi também governador...
mas antes de tudo isso
teve um grande  PROFESSOR

fonte imagem e texto: internet

terça-feira, 11 de outubro de 2011

segunda-feira, 3 de outubro de 2011

A CLASSE HOSPITALAR DO HOSPITAL DE CLÍNICAS apresenta através desse vídeo alguns momentos das ações realizadas no 1º semestre de 2011.


video